PortugueseEnglish
Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Discípulo de antigos mestres
Como Talabi, Canário Pardo
Peripiri, Siri-de-Mangue
Da ilha de Maré, Mestre Ricardo
Todos foram grandes mestres
Eu guardo

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Roda boa quem se lembra
Na estrada da liberdade?
Num barracão no Corta-Braço
Tinha roda bamba de verdade
Reunia grandes mestres
Do passado

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

No embalo do seu canto
Prosa e verso de humildade
Melodia vinha da alma
Como exemplo de humanidade
De Waldemar sentimos falta
E saudades

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Se sua morte foi alforria
Jesus Cristo o libertou
De mal de Parkinson sofria
Sofrimento não levou
Pra nós somente a lembrança
Restou

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Com sentimento de alegria
Pintava seu Berimbau
Por mais que eu tente um dia
Nunca pintarei igual
Sua pintura é como sua alma
Imortal

Pero Vaz chorou
Liberdade chora
Da Paixão lamenta
Waldemar foi-se embora

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

Disciple of old masters
Like Talabi, Canário Pardo
Peripiri, Siri-de-Mangue
From the island of Maré, Mestre Ricardo
All were great masters
I keep (in my memory)

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

Good roda, who remembers
On the road to freedom?
In a shed on the Corta-Braço
There was a truly great roda
It brought together great masters
From the past

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

In the lull of your song
Prose and humble verse
Melody came from the soul
As an example of humanity
We miss Waldemar
And are left longing

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

If your death was manumission
Jesus Christ set him free
He suffered from Parkinson’s disease
He didn’t take suffering with him
For us only the memory
Remains

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

With feelings of joy
He painted his Berimbau
As much as I try one day
I’ll never paint like that
Your painting is like your soul
Immortal

Pero Vaz cried
Liberdade cries
Da Paixão regrets
Waldemar left

Author: Mestre Di Mola
T/L: I left parts of the chorus untranslated because they are meant to reference the names Mestre Waldemar was known for.