PortugueseEnglish
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer

É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer


Todo pescador tem a sua maré de azar
Mas sabe não pode desanimar
Firmeza no remo pra não virar a canoa
Pois sabe que a maré vai passar

É a magia do meu Berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu Berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer


Todo guerreiro um dia vai baixar a guarda
E na derrota ele aprende com a dor
Levanta a cabeça e não se dá por vencido
Pois sabe que a guerra não acabou

É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer


O amor só termina quando o dinheiro acaba
Já se foi quem um dia jurou ficar
Só não acaba o amor que sinto pela capoeira
E o valor ao meu mestre que sempre vou dar

É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer


O capoeira é como o guerreiro e o pescador
Sempre enfrenta maré de azar e batalha
Derrota, naufraga mas não perde seu valor
Segue em frente pois sua mandinga não falha

É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer


A maré muda como a vida que a gente leva
Campo de batalha é a vida do capoeira
E a magia do meu berimbau me carrega
Nas batalhas, maré braba e rasteiras

É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
É a magia do meu berimbau dendê
Que não me deixa esmorecer
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

Every fisherman has his streak of bad luck
But you know you can’t be discouraged
Firmness in the paddle not to turn the canoe
Because you know the tide will pass

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

Every warrior will one day let his guard down
And in defeat he learns from the pain
Lifts his head and doesn’t give up
Because he knows the war is not over

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

Love only ends when money runs out
Gone who once swore to stay
Only the love I feel for capoeira doesn’t end
And the value to my master that I will always give

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

The capoeira is like the warrior and the fisherman
Always faces tides of bad luck and battles
Defeat, shipwreck but doesn’t lose his valour
Carries on because his mandinga doesn’t fail

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade

The tide changes like the life we ​​lead
Battlefield is the life of the capoeira
And the magic of my berimbau carries me
In battles, rough tides and rasteiras

It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
It’s the magic of my berimbau, dendê
That won’t let me fade
Author: Macaco Preto