PortugueseEnglish
Ai, meu tempo, faz tanto tempo
que o meu tempo não volta mais
quando os negos de Aruanda
cantavem coros iguais

Ai, meu tempo, faz tanto tempo
que o meu tempo não volta mais
quando os negos de Aruanda
cantavem coros iguais

Nos somos pretos da capanga de Aruanda
a Conceição viemos louvar
Aranda e e e, Aranda e e a

Nos somos pretos da capanga de Aruanda
a Conceição viemos louvar
Aranda e e e, Aranda e e a

Preto velho ficava sentado
no batente do velho portão
Preto velho com sua viola
Preto velho com seu violão

Preto velho com sua viola
Preto velho com seu violão

La na festa da Conceição
todo mundo pedindo e implorava
O menino pegava a viola
Preto velho então cantarolava

O menino pegava a viola
Preto velho então cantarolava

Oh, my time, it’s been so long
that my time never comes back
when the blacks of Aruanda
sang like choirs

Oh, my time, it’s been so long
that my time never comes back
when the blacks of Aruanda
sang like choirs

We are black from the henchman of Aruanda
Conceição we came to praise
Aranda e e a, Aranda e e a

We are black from the henchman of Aruanda
Conceição we came to praise
Aranda e e a, Aranda e e a

Old black man sat
at the old gate
Old black with his viola
Old black man with his guitar

Old black with his viola
Old black man with his guitar

La at the Conceição party
everybody asking and begging
The boy took the viola
Old black then hummed

The boy took the viola
Old black then hummed